segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Natal - o que é?

Natal é nascimento, nascimento de Jesus!
 Mas, Maria disse "SIM" ao projeto de Deus criador.
"E o Verbo se fez carne e habitou entre nós."

Por isso, dizemos:
 Embora o mundo ainda insista em comemorar um Natal desconsiderando o aniversariante...


Pedido ao Noel

Papai Noel, eu quero saber
o que neste Natal tu vais trazer?
No saco dos presentes que esperam tantas gentes
tens valores a doar?
Nas luzes da cidade, consegues nesta idade
ainda inocência encontrar?
Noel dos sonhos das crianças, traze a todos esperanças
e mais noites de paz.
Que o mundo está doente, o povo está carente
da fé  que a vida traz.
Pois o ano já se finda. Nem conseguimos ainda
fazer valer a verdade...
Cresceu pouco a consciência e não há para a violência
justiça e responsabilidade.

Papai Noel eu te peço coisas que não tem preço,
nem se compram, nem se vendem.
Traze do Menino de Luz, crucificado, depois, na cruz
lições que amor acendem.
Da Família de Nazaré traze a fecunda fé
que falta à humanidade.
Dos magos peça a nobreza
da ética - real grandeza.
Dos pastores, sua piedade.

Dos anjos as sinfonias - que divinizem alegrias
e coroem os corações.
Que todos nos irmanemos, no presépio depositemos
nossas vidas em canções.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

II FEIRA DO LIVRO DO BAIRRO MATHIAS VELHO


REALIZAÇÃO: ADESACAN
APOIO:    Casa do Poeta
                  Prefeitura Municipal de Canoas
                  Secretaria de Cultura de Canoas
LOCAL:   Praça PIO X    Av. Rio Grande do Sul -  parada 1
DIAS:     21, 22 e 23 de novembro de 2013
HORA:   9h às 20h
Informações: 85662463 ou 96770157
                      marialucicl@gmail.com             
TEMA:   “Semear Livros é tornar-se agente de transformação social.” (Maria Luci Leite)
PATRONA:      Eva de Souza Rodrigues (A Missioneira)
HOMENAGEADA:   Prof.ª Delphina Ferreira
XERIFE:    IZADORA NUNES

ATRAÇÕES
Exposição de Artes Plásticas - Eva de Souza Rodrigues
Exposições de Fotos “Canoas e seus caminhos” -  Demetrio Alves Leite
Exposições de Jornais Antigos e Revistas “O Cruzeiro” - Gilberto Chaves
Exposição de Artesanato
Exposição de Discos de Vinil
Sarau - após 17 h

PROGRAMAÇÃO:

DIA 21/11 – quinta-feira
9 h - Apresentação de Teatro da Guarda Municipal - SMSPC
10h - Palestra com o escritor Henrique Martins de Freitas
11h - Palestra - A Importância da Leitura na Dicção e Oratória – Prof. Gabriel (Casa do Poeta e Parceiros Voluntários)
14h - Apresentação de Teatro EMEF Thiago Würth

15 h - ABERTURA OFICIAL
- Hino de Canoas Interpretado pela Soprano Rose
- Apresentação Grupo Vocal Encanto
- Apresentação ADEVIC (a confirmar)
16 h – Atividade Paralela no Lar Sorriso da Vovó - Projeto Tecendo Laços com Maria Santos Rigo
16 h - Apresentação do Boneco Bastião
17 h - Sarau Artístico Tradicionalista


DIA 22/11 – sexta-feira

8h30 – Hora do conto na EMEF Min. Ruben Carlos Ludwig – Profª. Nélsinês
9h - Palestra sobre a Semana da Consciência Negra – Prof. Ancila Martins
9 h – Bate-papo com o escritor Calebe Ruivo na EMEF Odete Freitas
10h - Palestra A Importância da Leitura para a Dicção e Oratória – Prof. Gabriel (Casa do Poeta e Parceiros Voluntários)
10h30 – Hora do conto na EEEF Dr. Victor Hugo Ludwig – Profª. Nélsinês
11h  - Palestra com o escritor Luiz de Miranda – IEL/SMC
13h30 – Hora do conto na EEEF Dr. Victor Hugo Ludwig – Profª. Nélsinês
14h - Contação de Histórias com Boneco Bastião
14h30 - Palestra Chiquinho e o Trânsito com a escritora Roberta Manito - CFC São Francisco
15h  - Palestra e sessão de autógrafos com a escritora Marília Brandão
15h30 - Hora do conto na EMEF Min. Ruben Carlos Ludwig – Profª. Nélsinês
16h - Contação de Histórias com Agentes de Leitura - SMC
17h - Sarau com cantor uruguaio Mário Barcos
         Sarau MPB, POP ROCK, FUNK - coordenação Luis Lisboa

Dia 23/11 - sábado

9 h - Apresentações  artísticas do Ponto de Cultura Santa Bárbara
10h – Bate-papo com escritores canoenses e Agentes de Leitura SMC
14h - Contação de histórias com Íris Lê e Izabelle Nunes
15h - Lançamento da Revista Entreverbos
17 h - Apresentação do Coral de Canoas - COCAN
17h30 – Apresentação da peça Os Dez Mandamentos da Capital – Grupo O Povo da Rua
18h - ENCERRAMENTO OFICIAL
18h30 - Apresentação Artística e Muamba da Escola de Samba Pérola Negra
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Muitas emoções!

Hoje tive momentos tão emocionantes na Escola Min. Ruben Carlos Ludwig, que não contive as lágrimas. Foi uma experiência que me fez crer que o paraíso existe e pode ser vivido também aqui nesta vida terrena. Muitíssimo obrigada, a todos da escola: colegas profes (em especial Marilu, Letícia, Daniele, José Ademir Homrich e ... ainda não decorei todos os nomes). Obrigada às crianças que me presentearam com seus talentos e carinho. Parabéns pelo artistas do teatro, das ilustrações, do violão! Tenham certeza que iluminaram minha vida e guardarei com imenso carinho cada um de vocês em meu coração. Um abração a todos, até o reencontro!
De tanta emoção, nem consegui agradecer como devia, pelo imenso carinho recebido!

Gestor da Biblioteca, Sr. Nelson Oliveira e Eunice da SME. Entre eles, eu, fazendo força para segurar tanta emoção!

Depois, participando da 3ª Feira do Livro do Bairro Guajuviras, onde há um belíssimo trabalho sendo desenvolvido pelo Gajuviras Centro de Artes, com Henrique Martins de Freitas e uma ótima equipe. É muita honra ser Patrona desta Feira, junto aos demais homenageados! Uma imensa alegria viver entre tantos amigos! Obrigada e Parabéns à vocês todos que fazem de suas vidas um tributo à Cultura!

O palco principal onde acontecem as apresentações da Feira.

O convite para a Feira - venha participar, você também!

sábado, 12 de outubro de 2013

Infância ultrajada


Infância ultrajada

Pintamos anjos
E lhes damos espadas.
Queremos que cantem ternuras
Nas canduras manchadas.
Batons, saltos importados,
Sons novos rebolados...
Desfigurada inocência
Rebeldia infundada?
Carência de valores
E mais nada.
Clemência à infância
No despudor criada!
(Do meu livro IN QUIETUDE - 2009)



Oração pelas crianças


 Cuida daqueles que ainda não nasceram...

E aos que foi negado o direito de nascer
levai para o paraíso celeste!




Oração da Criança








A Criança e Aparecida

Ser criança aos pés de Nossa Senhora Aparecida

Nesse emaranhado de tradições populares, celebramos neste final de semana dois dias que tem tido no calendário nacional, o caráter de serem as maiores festas do país: Nossa Senhora Aparecida e o Dia das Crianças
Origem do Dia de Nossa Senhora Aparecida
No ano de 1717, pescadores lançaram  suas redes no Rio Paraíba do Sul, para pegar peixes grandes para um jantar especial para o Conde de Assumar. Eles tentaram muito, e não estavam conseguindo nada. Quando já estavam quase desistindo, um pescador chamado João Alves apanhou uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, mas sem a cabeça, e enrolou-a em um manto. 17 anos depois do achado foi construída a primeira capela.
Nossa Senhora da Conceição Aparecida, foi proclamada Rainha do Brasil e sua Padroeira Oficial em 16 de julho de 1930, por decreto do Papa Pio XI sendo coroada, e 50 anos depois foi decreto oficialmente que dia 12 de outubro seria feriado oficial.
Já o dia das crianças  tem origem em cinco de novembro de 1924, pelo decreto nº 4867, que instituiu 12 de outubro como data oficial para comemoração do Dia das Crianças. Entretanto, a data não se tornou uma unanimidade imediata. Somente em 1955, a data começou a ser celebrada a partir de uma campanha de marketing elaborada por uma indústria de brinquedos chamada Estrela. O sucesso da campanha logo atraiu a atenção de outros empresários ligados à indústria de brinquedos. Tornando essa data um dos emblemáticos dias do consumo e da ostentação. A campanha publicitária promovendo a “Semana da Criança” tinha com o objetivo alavancar as vendas. Assim fizeram com que esse mesmo grupo de empresários utilizasse do imaginário infantil para crescer economicamente.
Todos nós experimentamos o que é “ser criança”. Possivelmente nossas lembranças da infância  se misturam às histórias que nossa família conta a respeito de nós. Lembranças como os primeiros passos, palavras, sobre a chegada na escola, sobre as primeiras  brigas com os colegas, elementos  muito ricos de significado para a formação de nossa identidade.
Dessa forma, seria oportuno perguntarmos qual o paralelo entre Aparecida e o dia das crianças?!
A fé é cultivada nas relações que travamos desde que nascemos. Portanto, está ligada aos valores familiares e simples do nosso cotidiano. A conjectura social tenta nos impor um modelo de relação que se opõe aos ensinamentos que Jesus recebeu de sua mãe. Obrigam-nos a consumir um modelo de sociedade que mata e escraviza.
Maria rompe com esse prisma social e educa o menino Jesus de forma diferente. São esses ensinamentos, da mãe de Jesus, que possuem significados, que faz do Evangelho uma cartilha que dá sentido à nossa vida. São esses símbolos que celebramos nos dias das crianças, dia também da nossa mãe. Mãe essa que muito nos ensina a amar. Amar sem limites, amar pela causa que nos faz feliz de verdade. Amar pelos valores que pautam a dignidade da vida. Amar pela luta do bem comum.
* Walmyr Júnior é graduado em História pela PUC-RJ e representou a sociedade civil em encontro com o Papa Francisco no Theatro Municipal, durante a JMJ.  
Fonte: http://www.jb.com.br/juventude-de-fe/noticias/2013/10/11/ser-crianca-aos-pes-de-nossa-senhora-aparecida/

12 de outubro - diversas comemorações

no Brasil comemoramos:

Em 1492 Cristóvão Colombo descobre a América:

Em 1808 Dom João VI funda o Banco do Brasil:



1931 - É inaugurado o monumento do Cristo Redentor

Veja outras  imagens lindíssimas do Monumento:

 Dia Nacional da Leitura

Dia de Nossa Senhora Aparecida - Padroeira do Brasil



e o Dia das Crianças




domingo, 22 de setembro de 2013

Vou protestar: o Olavo de Carvalho sempre fala tudo que penso!

"Antes de tudo mais, tem uma coisa que eu quero dizer pra vocês: eu não estou compartilhando desse entusiasmo nacional pela punição dos mensaleiros. Eu não acho que isso foi uma grande vitória da democracia, eu não acho que isso foi um marco histórico, eu acho que isto é mais uma ilusão de uma classe média IDIOTA, que acha que pode combater esse esquema petista simplesmente aplicando a lei, ou seja: sem nenhuma tomada de posição ideológica, sem nenhuma análise estratégica, nem nada. Que acha que pode mover um combate contra uma força política tremenda usando apenas acusações criminais de corrupção contra os indivíduos. E por que é que eu acho isso?

Em primeiro lugar: nada do que foi feito no Mensalão, absolutamente nada, foi feito apenas para proveito individual do sr. Fulano ou do sr. Beltrano. Tudo isso está perfeitamente integrado dentro da estratégia do partido e eles entraram nisso com muito 'boa' consciência porque afinal de contas estão jogando para o partido e não para 'nós' [eles] mesmos. Isso é tradicional nesses movimentos esquerdistas.
Vocês devem ter assistido àquele filme sobre o Jimmy Hoffa [nos EUA, 'Hoffa'; no Brasil, 'Hoffa - Um homem, uma lenda'], com o Jack Nicholson, em que o sujeito roubou, roubou, roubou, mas ele estava sempre com a consciência tranquila, porque 'Não, eu não roubei pra mim, roubei para os sindicatos... Claro que eu levei lá a minha comissão, mas o objetivo fundamental era fortalecer o movimento revolucionário'. Então, sem investigar direitinho qual é a função estratégica do mensalão dentro do projeto petista total, você não vai entender é coisa nenhuma.

E, ademais, o que vai acontecer com esses mensaleiros condenados? No máximo vão pegar uma prisão domiciliar por um tempinho, vão continuar com as suas atividades normais e nada de pior vai lhes acontecer. Quanto ao sr. Lula, parece que não vai ser tocado. Nem o Lula, quanto mais o partido, meu Deus do Céu! Quer dizer: o que está acontecendo no Brasil, há anos, é uma guerra assimétrica, onde um lado pode roubar, trapacear, mentir, difamar, fazer o que quiser, e o outro não pode sequer tomar uma posição ideológica: 'Nós vamos aqui apenas nos ater ao aspecto jurídico criminal...' Ou seja: é claro que isso é guerra assimétrica. Um lado tem que lutar com uma mão amarrada.

E, ademais, celebrar a condenação de corruptos - vocês já viram quantas vezes vocês já fizeram isso?

Quando o Maluf foi condenado, foi uma festa nacional: 'Acabou a corrupção no Brasil! Agora é um novo Brasil!'... Tudo no Brasil é um marco histórico. O sujeito dá um peido: é um acontecimento histórico! [Risos] Depois, na queda do Collor, que roubou infinitamente menos que essa gente, foi uma festa maior ainda: 'É a festa democracia! É o novo Brasil!' etc. Vocês vão cair nessa de novo, gente? Puta merda...

Quer dizer que o problema do Brasil não é a corrupção. O problema é que a corrupção foi tanta que o padrão de julgamento moral já baixou. Então é aquele negócio que fala o Reinaldo Azevedo: 'Não, eu podia estar roubando, eu podia estar matando, mas estou aqui trabalhando, portanto sou um santo.' Já estão pensando até em lançar o Joaquim Barbosa presidente da República.

Vocês não lembram da campanha do Betinho? O Betinho foi um estrategista de esquerda, marxista, que descobriu que a caridade pode dar lucros políticos. Tradicionalmente a esquerda era contra as obras de caridade, porque dizia que isso amortecia a consciência social do proletariado, aplacava a revolta dos pobres e tal. E um dia chegou um cara, que tinha um QI 12,6 - contrastando com a média de 12,4 -, que era o Betinho, e disse: 'Não... Oh, raios, nós estamos perdendo oportunidade! Porque ficam essas senhoras do movimento de arregimentação feminina, federação das indústrias, esse pessoal todo fazendo caridade e se promovendo com a caridade, e nós ficamos parecendo os malvados da história. Então vamos nós monopolizar a caridade.' E foi isso que fez. E isto foi a origem do Bolsa Família, gente! Já esqueceram tudo?

E ele dizia claramente em entrevista: 'Não, isso aí não adianta nada. Só o que vai resolver é a socialização dos meios de produção.' Quer dizer: o cara era comunista, ortodoxo mesmo. E sabia que a caridade não ia resolver nada na perspectiva dele e que, portanto, aquilo era só para melhorar a imagem das esquerdas e criar eleitorado. Ele praticamente confessava isso.

Não obstante, o Betinho constou durante anos como o protótipo da bondade. Chegaram a propor a beatificação do Betinho! A revista Veja soltou a capa 'Um santo brasileiro'. Quer dizer que, para ser santo, é só você inventar um truque para melhorar a imagem do seu partido - pronto: você já virou santo. Agora, o Joaquim Barbosa mostrou alguma competência - mínima, hein - como juiz, quer dizer, cumpriu a sua obrigação, fez o que qualquer juiz deveria ter feito no lugar dele, pronto: ele já 'virou' presidente da República, porra.

Vocês já ouviram falar do Princípio de Peter? Laurence J. Peter, que escreveu o livro 'Todo Mundo é Incompetente, Inclusive Você'. Leiam esse livro. Ele diz o seguinte: numa empresa ou num órgão estatal, o sujeito faz o serviço dele direitinho e daí ele é promovido. Faz de novo o serviço direitinho, é promovido. Aí, promovido pela terceira vez, ele começa a fazer burrada, daí para e não sobe mais. Isso quer dizer que todos os caras que estão no primeiro escalão de qualquer coisa são todos incompetentes por definição.

[Nota do Felipe: O Princípio de Peter foi assim enunciado por Lawrence J. Peter: "Num sistema hierárquico, todo funcionário tende a ser promovido até ao seu nível de incompetência."]

Então essa mania de que 'O cara deu certo aqui. Promove!', isso nem sempre funciona. Não teve gente, uns idiotas que vieram [e propuseram]: 'Olavo de Carvalho para presidente!'? Eu digo: eu seria um primor de incompetência! Puta que pariu! Não é porque eu sou capaz de fazer isto aqui que eu estou fazendo que eu sou capaz de fazer uma outra coisa. Joaquim Barbosa, a mesma coisa: não é porque ele é um bom juiz que vai ser um bom presidente da República. O presidente da República precisa de algo mais do que conhecer e respeitar as leis. O homem não administrou nem um clube de futebol, já querem botá-lo na presidência da República.

Então isso aí mostra o barateamento das virtudes morais. E isso já é a corrupção da alma, a corrupção profunda da psique brasileira. Quer dizer: a sociedade está tão corrompida que o simples fato de o sujeito fazer o mínimo já é, para eles, o máximo. Então quer dizer: as grandes virtudes humanas, as virtudes superiores, [os brasileiros] não são mais capazes de imaginar!

Então o que são os heróis de um país que mede as coisas nessa escala? Quer dizer: se aparecer um santo de verdade, vocês não são capazes de reconhecer. Um herói de verdade, não são capazes de reconhecer. Um sábio de verdade, não são capazes de reconhecer. O pessoal mede [por esses padrões muito baixos]... O que é um gênio no Brasil? Gênio [no Brasil] é Chico Buarque de Hollanda, porra! Se você mostra uma coisa que é superior, como por exemplo eu mostrei o Mário Ferreira dos Santos, as pessoas não sabem o que é que é, então não falam. Mas o Chico Buarque, eles são capazes de perceber alguma coisa. Então o sujeito fez uns sambinhas, pronto: é gênio! E [as pessoas no Brasil] não entendem que esta descida do padrão de julgamento moral é o que facilita toda a operação dessa gente, tipo mensalão. Então não se incomodem, meus filhos: vocês prendem esses, vai vir coisa pior.

Sobretudo aguardem... O pessoal que é da esquerda mesmo e que está fazendo discursos inflamados contra os mensaleiros, eles fazem discursos inflamados por quê? 'Essa geração da esquerda acabou, eles se ferraram, agora é nossa vez.' Exatamente como o PT fez nas décadas de 1980 e 1990, porque o PT fez carreira na base da acusação de corrupção. Foi o PT que acabou com a carreira do Maluf, que acabou com a carreira do Antônio Carlos Magalhães, que acabou com a carreira do Collor de Mello, que acabou com a carreira de todos os seus inimigos posando como 'o partido ético'! Chamava-se na época, o pessoal dizia: 'o partido ético', meu Deus do Céu!

Por quê? Porque isso também foi algum espertalhão lá dentro que falou: 'Não, peraí, nós vamos refrear um pouco o discurso ideológico e vamos agora usar o discurso do inimigo.' Porque a direita antigamente fazia carreira na luta contra a corrupção. Se vocês estudarem, vocês vão ver que lutar contra a corrupção era a bandeira da antiga UDN, que o Jânio Quadros(!) subiu nesta base de acusar os outros de corruptos, e o adversário principal dele era corrupto mesmo, era o Adhemar de Barros, então ele subiu nesta base, para depois chegar lá em cima e fazer o que fez. Do mesmo modo, o Fernando Collor de Mello: vocês não se lembram que ele era o caçador de marajás?

Então quem quer no Brasil que faça carreira na base do combate à corrupção é picareta. E vai enganar vocês de novo, porra.

Quer dizer: não que seja ruim que os caras sejam condenados, e não que os juízes não tenham feito o serviço deles direito. Fizeram, mas fizeram o mínimo. Agora, levantar o verdadeiro problema e dizer 'Peraí. Isto não é um crime praticado por tais ou quais indivíduos. Isto é um crime praticado por uma entidade chamada Partido dos Trabalhadores, que, dentro da sua estratégia geral, usou deste recurso do mensalão, como utiliza a aliança com as Farc, que é hoje, segundo documentos oficiais do governo americano, a maior distribuidora de drogas do universo!' Isto ninguém quer investigar. Perto disso, o que é que é o mensalão? O mensalão não é nada, minha gente. E ainda vem mais. Quando sair esse negócio do Carlinhos Cachoeira, esse é que vai ser legal. Porque isso aí vai sobrar pra Dona Dilma também. Então você vai ver que ainda vai [piorar]...

Olha: as latrinas no Brasil são que nem aquelas bonecas russas, matryoshka: você abre uma latrina, tem outra latrina dentro, outra latrina dentro, outra latrina... [Risos.] Só que é o contrário da matryoshka, porque na matryoshka as bonecas vão ficando pequenininhas, no Brasil acontece esse negócio: você abre uma latrina, aparece outra maior dentro! E outra, e outra, e outra, e outra! É a merda sem fim. Por quê? Não é pegando casos isolados de corrupção que vocês vão acabar com isso, gente.

Vocês têm que entender: há um problema estrutural permanente, que é o seguinte: vocês já notaram que, quanto mais cresce a hegemonia cultural esquerdista, mais cresce a corrupção, mais cresce a violência, mais cresce a imoralidade geral? Isso está acontecendo faz 30 anos e vocês não chegaram ainda à conclusão, porra!? Estudem um pouco, e vocês vão ver o seguinte: que é uma tradição dos partidos revolucionários de esquerda utilizar-se do direito burguês como instrumento para chegar ao poder, para em seguida não só destruir esse direito burguês, mas destruir todo e qualquer direito. Porque a ideia mesma de direito é incompatível com o marxismo. O direito, no entender do marxismo, é a vontade da elite revolucionária, que encarna o espírito da história. Então é a abolição de todo e qualquer direito e sua substituição pelo 'poder onipresente e invisível' do partido, como dizia Antonio Gramsci. É isso que eles estão fazendo, minha gente. Mas vocês não conseguem ver relação nenhuma?

Então aqui tem uma professora que escandalizou um aluno de dez anos com um dicionário sobre posições sexuais. Então todo mundo diz: 'Oh! Que coisa!' Mas você não vê nenhuma relação entre isso e o mensalão não? Você não percebe que é a mesma coisa? Que é corromper a sociedade como um todo, em todos os seus níveis? E que este tem sido o projeto da esquerda há 30 anos? Que trinta! Quarenta! Leiam Herbert Marcuse. Leia o material da Escola de Frankfurt e vocês vão entender tudo aquilo que está acontecendo.

Agora, o fato é o seguinte: é que vocês estão sofrendo os efeitos de uma macroestratégia de alcance continental e querem tratar disso como se fosse um problema assim: 'Ah, ele cometeu um crimezinho aqui, o outro cometeu um crimezinho ali' e, quando pega uns criminozinhos e condena, todo mundo canta vitória e diz 'É a vitória da democracia!' e bate no peito... Vocês não bateram no peito quando caiu o Collor, porra!? Hein? Vocês não lembram os caras-pintadas na rua, 'tudo' cantando o hino nacional? Vocês vão cair nisso de novo!?

Olha aqui: luta ideológica é luta ideológica. Esse pessoal da esquerda, o objetivo deles é chegar a implantar o socialismo no continente. E uma vez que implantou o socialismo, ele não cai mais, meu filho. Porque mesmo que ele caia, continua no poder a mesma elite, como aconteceu na Rússia e na China. Então isso aí é o poder eterno, é o que esses caras querem, porra. E eles estão fazendo tudo para isto.

Cada vez que eles usam o discurso moralista burguês, o pessoal burguês todo se comove. Diz: 'Oh! Ele é de esquerda, mas é honesto! Ele é de esquerda, mas não rouba!' Meu Deus do Céu! Esquerdista honesto é quadrado redondo, porra. O processo revolucionário esquerdista, ele é desonesto na base. A noção mesma de honestidade é objeto de chacota entre os marxistas. É que vocês não estudam.

Se vocês querem saber se um sujeito é comunista, vocês querem saber assim: "Ah, mas pra ele ser comunista, ele tem que ser sincero.' Ah, então ele é sincero ou aproveitador? Eu falo: essa distinção só existe na sua cabeça, ô burguês. Para o marxista, isto não faz diferença. A própria noção de sinceridade... Imagina se a sinceridade da crença de um militante tem a mais mínima importância dentro de uma organização revolucionária comunista? Os seus sentimentos subjetivos não importam, meu filho! Importam as suas conexões reais, os seus compromissos materiais efetivos já assumidos, importam o quanto de poder 'nós' temos sobre você. Se você, por dentro da sua cabeça, está complemente contra, não importa, porra.

Então quer dizer: é uma noção religiosa de sinceridade, da fé - eu sempre pego a categoria cristã da fé - que [vocês] aplicam no comunismo. No cristianismo, é importante ter a fé sincera. Mas, se quer saber, esse conceito de fé não existe nem nas outras religiões! No Islam, não importa se o cara é hipócrita. Você não precisa ter fé nenhuma. É só fazer a declaração pública. Isso é oficial, porra. Eu conheço a teologia islâmica, porra. Escrevi um livro, ganhei um prêmio do governo da Arábia Saudita, eu entendo alguma coisa desse negócio, porra. Então a sinceridade não tem importância no Islam. Porque o Islam não é um objeto de fé como o cristinianismo, fé individual. Não. O islam é uma comunidade. Então, qual é o equivalente da fé no budismo e no hinduísmo? Acontece que essa noção de fé, ela, além de ser religiosa, só se aplica a UMA religião, que é o cristianismo. E você, trouxa, pega tudo que existe, não só as outras religiões como até ideologias políticas, e quer aplicar esse conceito lá. Então você pergunta: 'Mas esse cara é comunista mesmo ou ele é aproveitador?' Eu digo: quanto mais comunista, mais aproveitador. E quanto mais sincero, mais mentiroso. Essa categoria não se aplica nesses casos. Mas não adianta explicar.

Eu não sei quem foi que disse: 'Nós não acreditamos na mentira, porque fomos enganados. Nós acreditamos porque queremos.'

Então não vem para cima de mim com esta nova festa cívica. Eu já estou com 65 anos de idade, eu já vi tanta festa cívica, eu já vi tantos momentos históricos que no dia seguinte ninguém lembra mais... Por exemplo, se você falar: campanha do Betinho, quem é que se lembra hoje? Quem de 20, 25 anos sabe o que é campanha do Betinho? Nem sabe. Passou! Foi mais um peido histórico.

Peido uma hora faz barulho, mas passa com o vento. [Risos] Então isso daí foi mais um peido histórico. Pode se transformar em alguma coisa se aprofundarem as investigações e procurarem o aspecto estrutural. Mais ainda. Tem outra coisa: como esses deputados todos foram comprados para votar determinadas leis e medidas oficiais, essas medidas oficiais não valem. Tem que ser tudo revogado. Isto quer dizer que, no mínimo, no mínimo, do crime de responsabilidade o presidente [Lula] não pode escapar. E a atual [Dilma], também não! A respeito da atual, esperem as investigações sobre o PAC, sobre o Carlinhos Cachoeira, que vocês vão ver que vai sobrar para ela também. Mas vai sobrar só nominalmente. Outra coisa: o Zé Dirceu pode dizer 'Não, eu sou réu primário, então não vou para a cadeia'. Réu primário, porque todos os crimes anteriores dele foram anistiados. Quer dizer: o sujeito faz o crime, todo mundo da esquerda faz o crime, e a direita apaga. Faz o crime, e a direita apaga. Estão fazendo a mesma coisa na Colômbia."

Olavo de Carvalho é Jornalista e Filósofo.
Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net  Posted: 21 Sep 2013 04:16 AM PDT
Por Olavo de Carvalho

(Comentário completo de Olavo de Carvalho em 10 de outubro de 2012, transcrito por Felipe Moura Brasil.)

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Mais uma premiação

Amigos,
estarei no próximo final de semana recebendo mais uma premiação de concurso literário. Será na Feira do Livro de Santa Rosa. Obtive 5.º lugar com o conto "Planeta Aço".
Veja folder abaixo.
Logo após a premiação do concurso, estarei autografando meus livros no mesmo evento (clique neles para ampliar).



Parabéns, Marina Lima Leal!


Parabéns, Marina - Patrona da 
Feira do Livro de Nova Santa Rita!!!
Você merece!

Minha homenagem de Dia dos Pais


terça-feira, 18 de junho de 2013

Concurso Literário - participe!

 FUNDAÇÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO SPORT CLUB INTERNACIONAL - FECI
 Av. Padre Cacique, 891. B. Menino Deus 2º andar do Gigantinho- CEP. 90.810-240. Porto Alegre/RS.
Fone: (51) 3230.4671- 96044357- E-mail: mbonacina@internacional.com.br - fecinter@gmail.com Horário: segunda a sexta-feira, das 9:00 às 18:00hs. Fundação 22/07/1976. CNPJ 90.967.241/0001-05.

VI CONCURSO “SPORT CLUB INTERNACIONAL” DE CONTOS, CRÔNICAS, POESIAS e HISTÓRIAS DO INTER.

Resumo Regulamentar: Encontram-se abertas as inscrições para o Concurso “SPORT CLUB INTERNACIONAL” de Contos, Crônicas, Poesias e Histórias do Inter.
I. - TEMAS: ESPORTE E LIVRE.
2. Da Participação: Poderão participar poetas, escritores, cronistas de âmbito nacional e latino-americano em Língua Portuguesa. O conto, crônica, poesia ou histórias do inter é de expressão livre.
2.1 - O trabalho deverá ser digitado em linha 12 Times New Roman, em papel ofício, num só lado, em quatro vias e identificado por pseudônimo. Enviar junto CD com o texto. E deverá ser acompanhado de um envelope lacrado contendo na parte interna, nome do(s) conto(s), crônica(s), poesia(s) ou história (s) do Inter, pseudônimo, nome real, fone e endereço completo. Na parte externa constará apenas o nome dos trabalhos e pseudônimo do concorrente.
2.2 - Cada participante poderá concorrer com até três trabalhos e deverão ser entregues no prazo estipulado.
3. Taxa de Inscrição: uma obra: R$15,00.  Trabalhos excedentes, R$ 5,00.  O pagamento deverá ser efetuado juntamente com a inscrição, ou recibo do depósito. A ser efetuada mediante depósito no BRADESCO, Agência 3143 conta. 1000376-8 – (conta poupança) Marinês Bonacina.
4. Das Inscrições: Os textos deverão ser enviados até dia 30 / 08 /2013.
Enviar para: Concurso Cultural da Fundação de Educação e Cultura Sport Club Internacional. Avenida Padre Cacique, 891 - Bairro Menino Deus - 2º andar do Gigantinho - CEP. 90.810-240. Porto Alegre – RS.
4.1 - Dos Prêmios: 1º Lugar: Troféus; 2º e 3º Lugar: Medalhas; 4º Lugar: Menção Honrosa: Certificado de participação a todos os participantes do concurso. Os prêmios serão entregues no dia da abertura do evento. Após, um Sarau Poético e um Coquetel de encerramento.
4.1 – Data da premiação: 17 /10/2013.
5. Comissão Julgadora: A mesma será formada por (4) membros qualificados, com conhecimento de Contos, Crônicas, Poesias e Histórias do Inter.
6. Da Aceitação: A Inscrição implica na aceitação do presente Regulamento, conforme comunicado da Coordenação. Todos os casos omissos serão resolvidos pela coordenação através de resolução ou decisões aprovadas em ata.
Ficha de Inscrição:
Autor:__________________________________________E-mail:___________________________
Pseudônimo. ___________________________ Telefone: /Celular _____________________________
Endereço:__________________________________________________________________________


Coordenação:
Marinês Bonacina                                  Lúcio Ignácio Regner                        Cesardo Vingnochi                             
Presidente da CAPOLAT
Diretora Cultural (FECI)                         Diretor  Presidente                     Diretor   Vice-Presidente
capolat_01Realização: CAPOLAT - Casa do Poeta Latino-Americano e departamento Cultural da FECI/INTER.                                                
                                                     Porto Alegre, 01 de Junho de 2013

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Indicação de utilidade

Para quem está querendo publicar um livro, precisando apresentar um trabalho de estudos, não permita que os "erros de português" afetem a qualidade de sua obra.
Contrate já uma boa revisão!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

O bairro Mathias Velho na Tribuna

O bairro Mathias Velho tem um novo jornal. Aprecie!



e meu texto neste jornal, junto aos  editores do novo jornal.